Um Folêgo Contido


Sombras
Hoje é o momento do QUOTIDIANO, após um pequeno adormecimento, voltar a exortar o olhar por onde passa. É sempre bom distanciarmo-nos um pouco, em modo reflectivo, buscando energias para novos pensares. Nestas férias foram muitos os momentos absorvidos, todavia, perscrutando o seu interior, resume-se ao igual do mesmo. Na minha estreita visão, nada de surpreendente se passou a não ser a existência de um misterioso pressentimento. Sente-se, porém não se vislumbra. Em cada rosto, sorriso, atitude, ou gesto são de tons negros que, junto da minha sombra, esvaziam algum físico significado, ditando somente um contido MEDO com internas preocupações.

É real esta suspeição e há razões para a sua presença ,todavia contigo, com Eles e Vocês definhemos tais apreensões na continuidade deste cantinho, não para dizer o que já se sabe, somente escrever o que nos vai na Alma. Ela, como Nós, encontra-se carregada de dúvidas, não de um futuro promissor mas envenenado. Muitas são as palavras escondidas nesta transcendente nuvem, na maior das vezes, contida ao alívio da dor. Atemorizado, pelo que sinto, cinjo O QUOTIDIANO à esperança de mais um Ano de Vida e alento. Ele voltou e aguarda pela Tua presença.

Mensagens populares deste blogue

Insólito Encontro