Do Silêncio ao Prazer

Não é que fosse muito o Silêncio aqui presente, foram poucos os dias que me afastaram deste meu diário. Não que haja temas do nosso, e, para o nosso, QUOTIDIANO. Este vazio deu-se para dar largas ao meu Prazer, (o BTT), à minha paixão, o refúgio por terras entre, Moimenta da Beira e Foz Côa, Beselga.
Nome estranho para alguns, senão para a maioria, como para mim foi no primeiro momento em que conheci esta bela, calma e recatada Freguesia de Penedono. Bela nas magnificas paisagens dando a calma e casta ao seu povo. É-se difícil ficar indiferente ao acolhimento das suas gentes como da beleza oferecida da nossa Natureza.
Por culpa de uma intervenção activa de alguns carolas, Beselga, é premiada com variadíssimas actividades, desportivas e culturais, convidando centenas de visitantes e desportistas a tirarem proveito de uma higienização interior e cultural.

E foi aqui, como em anteriores anos, que participei em mais uma maratona, a 6ª, que me refugiei com o meu grupo, da prática, durante o fim-de-semana.
O partilhar vivências é um dever do Ser para com o Outro, é, comungar o nosso conhecimento, como aqui faço, não para proveito próprio, mas sim para convidar-vos a conhecerem esta e muitas outras Zonas do nosso País, e, Beselga, é merecedora de uma visita à sua cultura rural e paisagística.[slideshow]
Agora volto, ao nosso, QUOTIDIANO, a dar-vos conta do que se passa ao meu lado.

Mensagens populares deste blogue

Medos Que Nos Fizeram Ser, o Que Não Quereríamos Ser.

Novo Ano