Acontecimentos - nada acontece por acontecer...
Acontecimentos

Uma Resposta da Vida


As respostas que procuras estão na vida que escolhes; sem tempo, hora e lugar, germinam da semente que lanças.


Acontecimentos são frutos das sementes lançadas na real sementeira, a Vida; desejos como; saúde-doença – felicidade-infelicidade, prazer-amargura, paz-guerra, sucesso-derrota, alegria-tristeza, animo-desanimo; são ingredientes que cada Ser escolhe para a sua vida, com influência nos demais. O Homem institui o seu lugar na Vida, pelos seus intrínsecos resultados e consequências, constrói o seu presente como da comunidade. Sem mais delongas ou cepticismos, todo o passado e presente são acontecimentos e consequências que a Humanidade obtém como respostas. Por não conseguir viver sem intriga, poder, subversão, ganância…é “normal” culpar a Vida de todos os males, fazê-la mais madrasta do que Mãe.


Corre como sempre o quotidiano. Enquanto saca o cigarro da cigarreira uma mão o intercepta para oferta de lume que, entre dois estádios – surpresa e medo - a nega com um envergonhado sorriso e olhar fixo no ofertante. Este sentindo terminado o seu papel retira-se para junto de quem o acompanhava, com ar satisfatório. Somente isto se passou ali, nada mais, nada que interrompesse o normal viver quotidiano. Este tipo de iterações não costumam acontecer no presente e muito menos com desfechos felizes, contudo o passado respondeu ao presente.

O relato é irrelevante aos olhos do quotidiano que temos, sem sentido ou interesse, frio, distante, porém, com mais atenção, assiste-se á devolução de uma semente lançada, que aguardava o seu momento para florir, uma consequência de um resultado antes praticado. As iterações, boas ou más, resultam de criações Humanas e correspondidas na exacta medida de cada escolha. Uns preferem o céu outros o inferno, o livre-arbítrio para formar a Humanidade.

O Homem constrói momentos pelo poder do desejo...

Nada acontece por acontecer, todo o acontecimento é obra Humana, seja amor, amizade, doença, desemprego, paz ou guerra são acontecimentos criados pelo Ser na hora da escolha. Tempos conturbados, relações mais distantes, aumento do medo; frutos que a sementeira germina, que o Homem semeia como quer e em total arbitrariedade. As respostas que procura não estão na Vida, mas no germinar da sua semente. A Vida é um sopro do nascer até ao morrer, inspira-se e expira-se, neste intervalo o Homem auto-cria-se. 

Mensagens populares deste blogue

Insólito Encontro